Notícias

UNIROVUMA E ADIN FORMALIZAM PARCERIA

A Universidade Rovuma (UniRovuma) e a Agência para o Desenvolvimento Integrado do Norte (ADIN) formalizaram, na manhã de hoje, no Campus Universitário de Napipine, o acordo de parceria, o qual visa, entre outros aspectos, a realização de acções conjuntas viradas ao desenvolvimento da região norte do País.
Assinaram o acordo o Magnífico reitor da UniRovuma, Prof. Doutor Mário Jorge Brito dos Santos, e o Presidente do Conselho de Administração da ADIN, Prof. Catedrático Armindo Ngunga.
 
As duas instituições vinham, antes, realizando acções conjuntas, sendo a mais mediatizada a referente à concessão, pela UniRovuma, de mais de 100 bolsas de estudo a jovens deslocados em consequência das acções belicistas de grupos terroristas em Cabo Delgado.
 
Este processo foi encabeçado pela ADIN a pedido da Universidade Rovuma, tendo contado com representantes de outras instituições, como a Direcção Provincial de Educação e Desenvolvimento Humano de Cabo Delgado, e da sociedade civil.
 
Falando na cerimónia, o reitor da UniRovuma afirmou que com a formalização da cooperação as duas instituições vão pôr à disposição das comunidades e outros interessados os seus relevantes serviços visando o desenvolvimento integrado da região norte.
 
"Esta é uma oportunidade para juntos realizarmos acções concretas em benefício das comunidades, em geral, e das nossas instituições, em particular", sublinhou o Prof. Brito dos Santos.
Por seu turno, o PCA da ADIN, Prof. Catedrático Armindo Ngunga, considerou o acordo de parceria como um instrumento que vai regular as duas instituições na busca de soluções para os inúmeros problemas que afligem o norte do País, desde a pobreza até ao terrorismo.
 
Segundo o Prof. Ngunga, as duas parceiras devem desenvolver acções que desencorajem o aliciamento de jovens para integrarem as hostes dos terroristas que semeiam mortes e luto nalguns distritos da província de Cabo Delgado.
 
"O nosso trabalho conjunto deve centrar-se no ser humano, na sua formação e na criação de condições para que ele se envolva no desenvolvimento da sua comunidade e se distancie de acções que regridam o seu próprio crescimento", acrescentou Armindo Ngunga.
 

UNIVERSIDADE ROVUMA LANÇA PROJECTO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES-FORMADORES

A Universidade Rovuma (UniRovuma) vai lançar, na próxima Segunda-feira, um projecto visando a formação de professores-formadores, com vista a melhoria da qualidade de ensino primário em Moçambique.
 
Denominado Qualidade da Educação pela Qualidade na Formação de Professores-Formadores (QuEProf), o projecto será implementado com a colaboração da Universidade de Leipzig e com o apoio da Agência Alemã para Intercâmbio Universitário (DAAD).
 
Este cobrirá o período de 2021 à 2024, destinando-se, especificamente, a introdução de um curso de Mestrado para a formação desses professores-formadores, considerado um pré-requisito para o objectivo que se pretende alcançar, que é a qualidade de ensino.
 
Para se atingir a qualidade no nível primário, impõe-se necessária uma formação superior de professores, com o fim de solucionar problemas específicos que apoquentam as escolas do País, especialmente a escrita e os cálculos matemáticos.
 
É pensando nestes aspectos que estas duas instituições de ensino superior desenharam projecto, o qual aspira a uma profissionalização na formação, a elaboração de perfis e ampliação da cooperação inter – universitária.
 
A Universidade de Leipzig é uma instituição com perfis diversificados e oferece cursos em diferentes áreas como ciências humanas, sociais, naturais e medicina, tendo, ainda, grande peso na formação de professores.
 
Dispõe de uma rede ampla de contactos e acordos com outras universidades estrangeiras, investigação científica e, por conta disso, promove várias actividades internacionais.
O lançamento do QuEProf, a decorrer de forma virtual, será feita pelos Magníficos reitores das Universidades Rovuma e de Leipzig, respectivamente, os Prof. Doutores Mário Jorge Brito dos Santos e Beate Schücking.
 
O projecto está a ser coordenado pelo Prof. Doutor Laurindo Caetano, Director da Faculdade de Educação e Psicologia da UniRovuma, e pela Prof. Doutora Maria Hallitzky, Professora de Didática Geral e Pedagogia Escolar do Ensino Médio na Faculdade de Educação da Uni-Leipzig.

AOS JOVENS AFECTADOS PELO TERRORISMO EM CABO DELGADO

Universidade Rovuma concede mais de 100 bolsas de estudo

Mais de 100 jovens afectados pelas acções dos terroristas na província de Cabo Delgado vão beneficiar de bolsas de estudo concedidas pela Universidade Rovuma (UniRovuma), a partir do novo ano lectivo 2021/2022, que inicia em Junho próximo.

O anúncio foi feito pelo Magnífico reitor da UniRovuma, Prof. Doutor Mário Jorge Brito dos Santos, num encontro de cortesia com o governador de Cabo Delgado, Valige Tauabo, realizado na tarde de Terça-feira no gabinete do dirigente desta província.

Segundo Mário Brito dos Santos, a sua instituição assim decidiu como forma de solidarizar-se com aqueles que sofrem directamente dos efeitos dos actos terroristas, principalmente os jovens que não tiveram a possibilidade de realizar exames de admissão.

Para esse efeito, a UniRovuma vai lançar, nos próximos dias, um edital especial chamando a atenção dos jovens visados para a necessidade de se dirigirem às unidades orgânicas da sua preferência, para formalizarem a sua inscrição.

Eles estarão isentos de pagamento taxas de inscrição e de propinas, dadas as condições de carência em que se encontram mergulhados devido à guerra que afecta os distritos de sua proveniência.

“Queremos garantir o futuro deles, já que estão a viver na incerteza sobre o que poderão ser amanhã em termos de sua própria formação”, explicou o Magnífico reitor da UniRovuma.

Como forma de dar corpo a essa pretensão, o Prof. Brito anunciou que vai ser constituída uma comissão multisectorial, da qual farão parte o assessor da Reitoria, o director académico, o director provincial de Educação e Desenvolvimento Humano de Cabo Delgado e um representante da Agência para o Desenvolvimento Integrado do Norte (ADIN).

A ADIN é quem vai administrar todo o processo de bolsas, ficando a UniRovuma com os aspectos relacionados com as inscrições, académicos e outros. “É nossa intenção que este processo ocorra com a mais urgência possível, de forma a que eles iniciem o ano lectivo nas datas previstas, sem qualquer atraso”, assegurou Brito dos Santos.

Por seu turno, o governador de Cabo Delgado, Valige Tauabo, surpreendeu-se, de forma positiva, com o gesto da Universidade Rovuma, qualificando-o como um acto de patriotismo sem igual e que nunca ocorreu desde que a sua província começou a ser vítima de agressão armada.

“Tudo faremos para que as coisas aconteçam, pois os propósitos da UniRovuma são do nosso maior e inestimável interesse e encorajam-nos a prosseguirmos nesse sentido”, acrescentou Tauabo, visivelmente satisfeito, sublinhando que “a visão da UniRovuma está muito bem acertada”.

Para além deste desafio manifestado pela UniRovuma, o Prof. Brito dos Santos fez saber ao dirigente de Cabo Delgado que a Universidade pretende abrir dois mestrados na capital provincial, Pemba, um em Administração e Gestão da Educação e outro em Linguística Bantu, facto que poderá ocorrer no segundo semestre do ano lectivo 2021/2022, ou, então, em princípios do próximo ano.

Neste momento, está em curso a criação de condições materiais para o efeito, principalmente, a disponibilidade de salas de aulas. Contudo, a UniRovuma está em contactos com o Instituto de Formação de Professores General Alberto Chipande para esse efeito.

O Instituto, visitado ainda na tarde de Terça-feira pelo reitor da UniRovuma, manifestou o interesse em disponibilizar duas salas de aulas, outra para trabalhos administrativos, a partilha da biblioteca, entre outros benefícios.

ADIN aceita integrar comissão intersectorial de bolsas de estudo

A Agência para o Desenvolvimento Integrado do Norte (ADIN) aceitou integrar a comissão intersectorial de bolsas de estudo disponibilizadas pela Universidade Rovuma (UniRovuma) aos jovens deslocados, vítimas da violência desencadeada por terroristas na província de Cabo Delgado.

A aceitação foi expressa pelo Presidente do Conselho de Administração da ADIN, Prof. Catedrático Armindo Ngunga, numa audiência que concedeu ao Magnífico reitor da Universidade Rovuma, Prof. Doutor Mário Jorge Brito dos Santos.

As 111 bolsas são concedidas pela UniRovuma, como parte da sua manifesta solidariedade àqueles que por força da violência armada não conseguiram concorrer para o seu ingresso à Universidade, comprometendo a continuidade dos seus estudos.

O Prof. Ngunga louvou a iniciativa da UniRovuma, sublinhando que um dos objectivos da ADIN é a formação e capacitação do capital humano, pelo que a Universidade está a dar uma grande contribuição para essa finalidade.

A comissão intersectorial de bolsas é constituída por representantes da UniRovuma, da Direcção Provincial de Educação e Desenvolvimento Humano de Cabo Delgado, da ADIN e da sociedade civil.

Esta reuniu-se, ainda ontem, para definir as estratégias de trabalho com vista a operacionalizar o edital que deverá ser publicado nos próximos dias.

No decorrer da sua visita à Cabo Delgado, o Prof. Brito dos Santos visitou o Centro de Recursos de Pemba, onde foi informado pela directora do Centro de Ensino Aberto e à Distância (CEAD), Mestre Helena Muando, do funcionamento desta unidade e dos desafios futuristas do Ensino à Distância, na base dos consensos alcançados no recente fórum realizado em Matibane, no distrito de Mossuril.

Novos ingressos na Universidade Rovuma

Reitor apela para uma maior atenção na selecção de estudantes

O Magnífico reitor da Universidade Rovuma (UniRovuma) apelou para uma maior atenção e rigorosidade na selecção de candidatos ao ingresso nesta instituição de ensino superior, para evitar a infiltração de cidadãos com objectivos ocultos, como os que estão a levar a cabo ataques terroristas na província nortenha de Cabo Delgado.

O Prof. Doutor Mário Brito dos Santos fala na última Segunda-feira, em Montepuez, na reunião do Conselho de Direcção da UniRovuma – Extensão de Montepuez, no quadro da sua visita àquela unidade orgânica.

Segundo Brito dos Santos, a instituição deve ser rigorosa quanto a esse aspecto, procurando saber quem financia tais candidatos, de que proveniência são até os seus vínculos familiares e os locais em que estes vivem.

“É preciso que sejamos muito vigilantes, principalmente com relação aos novos ingressos; temos que procurar saber de onde vem o candidato e outros aspectos que acharmos convenientes”, disse dos Santos, para quem “procedendo assim evitaríamos ter surpresas desagradáveis”.

O reitor da UniRovuma acrescentou que o País, principalmente a província de Cabo Delgado, está a viver momentos que exigem a conjugação de esforços dos moçambicanos para ultrapassar estas mazelas que agravam cada vez mais a vida dos cidadãos.

A província de Cabo Delgado viveu nos últimos três anos momentos de incerteza, sendo que primeiro foi o ciclone Kenneth que se abateu sobre a região, destruindo inúmeras infraestruturas sociais e económicas.

Ultimamente, há tendências de os terroristas recrudescerem as suas acções armadas, sendo o exemplo mais evidente e recente ao ataque à vila-sede do distrito de Palma, o que provocou a morte de um número indeterminado de pessoas, a fuga de muitas outras e a interrupção do projecto de exploração de gás liquefeito, desenvolvido pela multinacional francesa TOTAL.

Num outro passo da sua intervenção, o Prof. Brito dos Santos exortou aos membros do Conselho de Direcção da Extensão de Cabo Delgado para que continuem a constituir uma equipa coesa e facilitadora dos objectivos perseguidos por esta instituição.

“É preciso que tenhamos sempre em mente o que queremos ser no futuro e para isso impõe-se que sejamos proactivos, criemos um ambiente salutar e flexível entre as Extensões e a Reitoria com o fim de ultrapassarmos os constrangimentos que, eventualmente, estejam a barrar a nossa progressão”, acrescentou.

Nesta sua deslocação à Cabo Delgado, o reitor é acompanhado pela Vice-reitora, Prof. Catedrática Sarifa Fagilde, pelo seu assessor, Prof. Doutor Artur Afonso, pelos directores académico, dos Recursos Humanos e do Património, respectivamente, o Prof. Doutor Adelino Assane, Otília Ferreira e Arlindo Nkadibuala.

CONTACTE-NOS

Endereço:

Reitoria
Avenida Josina Machel nº 256
Caixa Postal 544
E-mail: secretariageral@unirovuma.ac.mz
Nampula-Moçambique
Campus Universitário de Napipine
Bairro de Napipine – Cidade de Nampula

Extensão do Niassa
Campus Universitário – Bairro de Nangala
Telefax: 27121520
Caixa Postal no. 04
Cidade de Lichinga
E-mail: urniassa@unirovuma.ac.mz

Extensão de Cabo Delgado
Campus Universitário de Ncoripo
Cidade de Montepuez
Caixa Postal no. 04
E-mail: unirovuma-cd@unirovuma.ac.mz
Tel. 20030181- Montepuez