Comandante Geral da PRM oferece livros à UniRovuma

Comandante Geral da PRM oferece livros à UniRovuma

O Comandante Geral da Polícia, General Bernardino Rafael, ofereceu mais de 60 livros da sua obra primeira obra publicada em 2017 e que relata as suas memórias durante pouco mais de 40 anos ao serviço da Polícia da República de Moçambique (PRM).

A oferta dos livros foi feita ao Magnífico Reitor da UniRovuma, Prof. Doutor Mário Brito dos Santos, depois de um encontro amigável realizado, recentemente, na cidade de Pemba, na província de Cabo Delgado, onde o comandante passa grande parte do seu tempo a trabalhar, nos últimos dias, devido aos ataques armados levados a cabo por grupos terroristas.

Fazendo entrega aos responsáveis da Biblioteca do Campus Universitário de Napipine, Brito dos Santos explicou que Bernardino Rafael foi afável em aceitar estabelecer contactos permanentes com a Universidade, para abordar diversos assuntos relacionados com as duas instituições.

O reitor disse ter manifestado a Rafael total abertura da UniRovuma, podendo a instituição convidar-lhe, a breve trecho, a deslocar-se à Nampula para contactos com académicos, docentes, estudantes e o público em geral, focados à realidade vivida, actualmente, no País.

O Comandante Geral da Polícia é mais uma entidade com a qual podemos contar nos nossos relacionamentos institucionais e devemos, desde já, estabelecer contactos com ele para consolidarmos esta manifesta vontade de colaboração mútua e vantajosa, assinalou o Prof. Brito.

Com 266 páginas distribuídas por nove capítulos, e o título genérico As marcas de um crime que nunca se apagam das memórias, o General Rafael relata as suas vivências desde que ingressou na corporação em 1978.

Ele narra os aspectos que mais lhe marcaram, tanto em termos sociais como de trabalho, desde a província de Gaza, onde trabalhou por muito tempo ocupando diversos cargos na corporação, passando pela cidade de Maputo, até Guiné Bissau, no âmbito da Missão de Paz das Nações Unidas, de 2010 a 2012.

A obra é prefaciada pelo Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, que a qualifica de excepcional, com episódios inéditos, de um polícia que atingiu o topo da carreira a 26 de Outubro de 2017, quando lhe nomeou Comandante-Geral da PR.

Nyusi considera que o escritor em ascensão percorre as esquadras, os bairros, as ruas, as estradas e atravessa fronteiras da Pérola do Índico, na tentativa de descobrir o antídoto do crime, numa marcha que lhe custou quatro décadas de fardamento.

O PR acrescenta que os episódios e casos reais e autênticos narrados na obra são dignos de futuros estudos multidisciplinares, dos quais a ciência e a sociedade podem beneficiar abundantemente.

Para a diretora dos Serviços de Documentação e Informação da UniRovuma, Prof. Doutora Ermelinda Mapasse, o livro pode servir de referência na Faculdade de Letras e Ciências Sociais, pois o mesmo abarca diferentes aspectos da vivência humana, como sociológicos, psicológicos, históricos e de direito.

O mesmo, segundo a Profa. Mapasse, será distribuído às Extensões e Centros de Recursos da UniRovuma.


Imprimir   Email