FACULDADE DE CIÊNCIAS ALIMENTARES E AGRÁRIAS COMEMORA DIA MUNDIAL DE ALIMENTO SEGURO

A Faculdade de Ciências Alimentares e Agrárias (FCAA) da Universidade Rovuma aliou-se às comemorações do Dia Mundial da Segurança dos Alimentos, realizando palestras e diversas actividades envolvendo várias sensibilidades, entre docentes, estudantes e especialistas da área.
 
Falando na última Terça-feira, em Nampula, para assinalar a efeméride, o director da FCAA, Prof. Doutor Pompilo Armando Vintuar, disse ser impossível falar de alimentação segura enquanto prevalecem problemas sérios de saneamento do meio, agravados pela constante instabilidade política.
 
Para o Prof. Vintuar, a data constitui uma ocasião inequívoca para juntar os diversos actores da sociedade para reflectir em torno da segurança nos alimentos e busca de propostas de soluções exequíveis para responder aos actuais desafios.
 
Em Moçambique, segundo a fonte, e em particular na província de Nampula, a questão da segurança alimentar é desafiadora. “Os índices do Inquérito sobre o Orçamento Familiar são bastante assustadores, estimando-se que 50% da população seja afectada por desnutrição crónica”, disse o director da FCAA.
 
Ele acrescentou que 25% da mortalidade infantil seja causada pela desnutrição crónica e 60% da população adulta sofra de anemia. “Por isso, somos obrigados a sentar na mesma mesa e reflectir sobre este quadro preocupante”, precisou.
 
“Pelas razões aqui apontadas e outras, nós, como dirigentes desta Faculdade achamos importante convidar os actores da sociedade e todos que se lidam com acções ligadas a segurança alimentar para juntos reflectirmos sobre esta situação e chegarmos a consenso sobre como ultrapassarmos estes males”, continuou o director da FCAA.
 
De acordo com Pompilo Vintuar, a construção da mentalidade humana é bastante importante para transpor estas situações anómalas, e a universidade deve estar na dianteira de todo esse processo, para responder aos desafios de género.
 
Integradas nas mesmas festividades, a FCAA realizou, igualmente, campanhas de sensibilização dos vendedores ambulantes de comida confeccionada, sobre as boas práticas de manipulação e conservação dos alimentos.
 
O evento contou, ainda, com a presença de outros convidados, nomeadamente, o Prof. Doutor Filip Zano, da USAID-Nutrition, Amiel Cossa, médico veterinário, a Mestre Danila Banule, do Secretariado Técnico Provincial para a Segurança Alimentar.

Imprimir   Email